A flexão dos numerais

Home / Gramática / Morfologia / A flexão dos numerais

Curtidas 0

0

Compartilhe

Como já é sabido, os numerais apresentam algumas peculiaridades, dentre elas, o fato de serem passíveis de flexão. Portanto, atendo-nos a ela, verificaremos a seguir alguns pressupostos dignos de nota, a começar pelos numerais cardinais:

  Numerais cardinais
  
Geralmente, estes não são flexionados.
Exemplos:

Há dez dias não visito meus familiares.
Há encomenda de cem salgados para hoje.

Contudo, os cardinais representados por um, dois e as centenas a partir de duzentos recebem flexão.
Exemplos:

O público esperado é de aproximadamente umas quinhentas pessoas.
São duas as visitas, mas temos somente um quarto.

Apresentando essa mesma característica também figuram os cardinais representados por “milhão, bilhão, trilhão”, etc.
Exemplos:

O investimento na saúde pública foi de dois milhões de reais.
Durante a gestão daquele candidato, bilhões de verbas foram desviadas.

Numerais ordinais

Flexionam-se em gênero e número.
Exemplo:

Os primeiros colocados irão ocupar as primeiras cadeiras.

Numerais multiplicativos

* Quando na função de adjetivos, variam em gênero e número.
Exemplos:

Durante sua graduação, recebeu duplas oportunidades de trabalho.
Carinho e atenção eram oferecidos em triplas doses.

* Ocupando a função de substantivos apresentam-se como invariáveis.
Exemplos:

O dobro dessa quantia foi oferecido aos vigilantes.
Doze é o triplo de quatro.

Numerais fracionários

Concordam em gênero e número com os cardinais que os antecedem.

Foram cumpridos apenas dois terços da tarefa.
Somente uma metade da sobremesa já tinha sido consumida.

Voltar ao topo