Desinências

Home / Gramática / Formação das Palavras / Desinências

Desinências são partículas nominais ou verbais localizadas no final das palavras para indicar as suas flexões

Curtidas 0

Compartilhe

Podemos dizer que as desinências são partículas finais que indicam algumas flexões das palavras. As desinências podem ser nominais e verbais. Vejamos cada uma delas:

Desinências nominais

As desinências nominais indicam as flexões de gênero (masculino e feminino) e de número (plural e singular) dos nomes que permitem alguns tipos de flexão.

Exemplos:

  • MACAC-O

  • MACAC-OS

  • MACAC-A

  • MACAC-AS

Lembre-se de que nem todos os nomes admitem flexões de gênero e de número. Observe:

Flexão de gênero:

  • CADEIRA (não existe “CADEIRO”)

  • MESA

  • TERNO

  • FACA

Flexão de número:

  • ÔNIBUS

  • NOZES

  • FÉRIAS

Desinências verbais

As desinências verbais indicam as flexões de número, pessoa, modo e tempo dos verbos. Observe:

  • PUL-O

  • PUL-AS

  • PUL-AMOS

  • PUL-AIS

  • PUL-AM

  • PUL-AVA

No verbo PULO, a vogalO” representa uma desinência número-pessoal, pois indica que o verbo está na primeira pessoa do singular. Já no verbo PULAVA, a desinência "-AVA" é chamada de desinência modo-temporal porque caracteriza uma forma verbal do pretérito imperfeito do indicativo na 1ª conjugação (PULAR).

Artigos Relacionados