Perda ou perca/ É proibido ou proibida – aprendendo a aplicá-las

Home / Gramática / Ortografia / Perda ou perca/ É proibido ou proibida – aprendendo a aplicá-las

Curtidas 0

0

Compartilhe

Imagine que de repente você se depara com enunciados desta natureza:


Estariam eles de acordo com a forma padrão? Ah! Sentiu-se preso a alguns questionamentos?

Não se preocupe, pois o objetivo principal deste artigo é orientar-lhe quanto a algumas colocações referentes a determinadas expressões que, embora corriqueiras, nos causam dúvidas.

Mas voltemos à pergunta apontada acima. Considera-se que o emprego do termo “perda” se classifica de forma deturpada. Vejamos por que:

Neste caso ele funciona como substantivo, portanto, o correto seria “perda”.

O termo “perca” somente é aplicável em situações em que houver possibilidade de o verbo “perder” ser flexionado, assim representada:

Eles jamais querem que eu perca meu posto na empresa.

Quanto ao segundo enunciado é bom que se diga que ele também não se adéqua à modalidade padrão, em virtude das circunstâncias assim elucidadas:

O termo “é proibido” não admite o uso do determinante (no caso, o artigo). Portanto, reformulando-o, obteríamos:

É proibido entrada de animais nesta área do parque.

Diferentemente ocorreria se disséssemos:

Temporariamente está proibida a entrada de visitantes no parque.

Percebeu que a ocorrência está relacionada ao emprego do artigo? Eis a questão!!!

Artigos Relacionados