Geração de 1945

Home / Literatura / Literatura Brasileira / Geração de 1945

Geração de 1945: Ariano Suassuna, João Guimarães Rosa, Mario Quintana, Clarice Lispector, Lygia Fagundes Telles e João Cabral de Melo Neto *

Curtidas 0

Comentários 0

Compartilhe

A geração de 1945 corresponde a um dos mais importantes e produtivos momentos da Literatura brasileira. Também conhecida como terceira geração modernista, surgiu em um contexto histórico interessante, o que propiciou uma experiência literária voltada para a questão estética.

Com o fim da Segunda Guerra Mundial e a derrubada da ditadura de Getúlio Vargas, a geração de 1945, em virtude de um contexto de relativa tranquilidade política, foi marcada pela busca da pesquisa estética, sobretudo a pesquisa em torno da própria linguagem literária. Caminhando em direção à experimentação, os autores da geração de 1945 vislumbraram outras possibilidades temáticas, deixando em segundo plano as preocupações políticas, ideológicas e culturais que marcaram a geração de 1930.

Nesse cenário, marcado pela Guerra Fria entre Estados Unidos e União Soviética e, no Brasil, pelo governo de Juscelino Kubitschek, surgiram os primeiros escritores que exploraram na prosa e na poesia a forma literária, apresentando o resultado de suas pesquisas estéticas ao abordar conteúdos inovadores. Desse período da história contemporânea de nossa literatura brasileira, podemos destacar os seguintes nomes:

João Cabral de Melo Neto;

Clarice Lispector;

João Guimarães Rosa;

Ariano Suassuna;

Lygia Fagundes Telles e

Mario Quintana.

Nesta seção você encontrará artigos relacionados com a produção literária do período e com os principais escritores da geração de 1945, cuja principal preocupação foi renovar os meios de expressão a partir de uma pesquisa sobre a linguagem. Boa leitura, bons estudos!

*A imagem que ilustra este texto foi feita a partir de capas de livros dos autores citados.

Artigos de Geração de 1945

Voltar ao topo