Vanguardas Europeias

Home / Literatura / Vanguardas Europeias

Les demoiselles d\'Avignon, de Picasso, deu início ao Cubismo, uma das tendências artísticas das Vanguardas Europeias *

Curtidas 0

Comentários 0

Compartilhe

Chamamos de Vanguardas Europeias o conjunto de tendências artísticas – em sua maioria provenientes de Paris, então centro cultural da Europa – que provocou ruptura com a tradição cultural do século XIX. As correntes de vanguarda surgiram antes, durante e depois da Primeira Guerra Mundial, introduzindo uma estética marcada pela experimentação e pela subjetividade que influenciaria fortemente diversas manifestações artísticas em todo o mundo.

As principais correntes vanguardistas foram:

Cubismo: Tendência artística que influenciou escritores e artistas plásticos no início do século XX, o Cubismo deixou suas marcas ao imprimir novas técnicas narrativas que fragmentavam a realidade e permitiam uma desconstrução da visão clássica sobre o tempo e o espaço. Na Literatura Brasileira, sua influência pode ser percebida através da leitura do livro Memórias Sentimentais de João Miramar, de Oswald de Andrade.

Futurismo: Difundido principalmente através de manifestos, o Futurismo foi o movimento mais radical e subversivo entre as tendências vanguardistas. No Brasil, características do Futurismo podem ser percebidas na obra literária de Mário de Andrade.

Expressionismo: Tendência artística que valorizava a subjetividade, o Expressionismo surgiu no começo do século XX, representado por pintores alemães e franceses. Opondo-se à estética impressionista, os expressionistas preconizavam a arte como elemento legítimo para expressão dos sentimentos do artista.

Dadaísmo: Criado na Suíça durante a Primeira Guerra Mundial, o Dadaísmo surgiu como resposta ao clima de instabilidade provocado pelo conflito bélico. Sua principal característica era uma linguagem permeada pelo deboche e pelos ilogismos dos textos, além da aversão a qualquer conceito racionalizado sobre a arte.

Surrealismo: Surgido na França em 1924, o Surrealismo defendeu a criação através das experiências nascidas no imaginário e da atmosfera onírica. Na Literatura Brasileira, influenciou escritores como Oswald e Mário de Andrade e, posteriormente, Murilo Mendes e Jorge de Lima.

As vanguardas apresentaram ao mundo uma nova maneira de fazer Arte, pautada na liberdade de criação e no rompimento com o passado cultural tradicionalista. Nesta seção, você encontrará vários artigos com valiosas informações sobre as principais tendências vanguardistas e sua contribuição para a estética da modernidade. Boa leitura, bons estudos!

Artigos de Vanguardas Europeias

Expressionismo, Dadaísmo e Surrealismo - Uma tríade vanguardista

Facebook Twitter Google Plus
Voltar ao topo