O acróstico - Uma recriação textual

Home / Redação / Texto / O acróstico - Uma recriação textual

Curtidas 0

Compartilhe

Atemo-nos primeiramente aos referidos exemplos para que possamos analisar esta inovação linguística:
 

M – eiga

A – miga

E – legante

 

L - inda

A - morosa

R – isonha

I – nteligente

S - ábia

S – incera

A - ltiva


Diante de tais criações percebemos o caráter dinâmico que rege a língua, haja vista que a partir de uma simples letra somos condicionados a criar inúmeros vocábulos, poemas e até frases.

Possibilidades estas proporcionadas pelo acróstico, caracterizado também como uma espécie de recriação textual, assim como o resumo, a resenha, o esquema e a paráfrase. O ato de recriar permite-nos expressar nossos conhecimentos linguísticos apoiados no “acervo” do qual dispõe nosso vocabulário.

Os exemplos anteriormente mencionados retrataram uma criação a partir das letras iniciais de cada palavra, mas é importante reconhecermos que tal procedimento pode também ocorrer com letras intermediárias e até com as finais.

Agora que já nos inteiramos de mais uma particularidade inerente à linguagem, é hora de partirmos para a prática e construirmos nosso próprio acróstico. Gostou da sugestão?

Então, é só dar asas à sua imaginação que o resultado, certamente, será fantástico!

Voltar ao topo