Técnicas de leitura: Como memorizar o que você lê?

Home / Redação / Texto / Técnicas de leitura: Como memorizar o que você lê?

Para memorizar suas leituras, faça resumos do livro e reserve um tempo para formular perguntas e respondê-las

Curtidas 0

0

Compartilhe

Você gosta de ler? Se a sua resposta foi positiva, certamente você é uma pessoa com uma bagagem cultural considerável. Já sabemos a importância da leitura em nossas vidas, sabemos também que leitura é sinônimo de conhecimento e que o conhecimento pode nos ajudar a alcançar objetivos pessoais e profissionais. Bom, mais importante do que ler, é compreender integralmente o que está sendo lido e, também, memorizar! Muitas pessoas têm dificuldade de memorização, o que atrapalha bastante o processo de aprendizado, além de gerar uma grande frustração.

Se você tem essa dificuldade, não se desespere, esse é um problema comum, ainda mais nesses tempos em que somos bombardeados por informações que nem sempre se transformam em conhecimento. Esse é um problema da vida contemporânea, pois temos facilidade para acessar diversos conteúdos, estamos o tempo todo expostos à informação e nem sempre sabemos o que fazer com ela. Para que nada passe batido e para que você consiga aproveitar ao máximo suas leituras, é indispensável que você saiba como otimizar seus estudos. Por essa razão, o Português preparou cinco dicas sobre leitura que vão ajudar você a memorizar o que lê. São dicas simples, qualquer um pode segui-las e transformar o aprendizado em algo agradável e proveitoso. Vamos lá? Boa leitura e bons estudos!

Técnicas de leitura: Como memorizar o que você lê?

► Dica 1: Faça resumos no livro

Para facilitar a leitura e para que você assimile melhor o que está lendo, é importante que você vá, ao longo do processo, fazendo anotações e resumos. Essa é uma maneira eficiente para facilitar a compreensão, otimizar a interpretação textual e manter a mente funcionando durante seus estudos, além de aumentar consideravelmente a capacidade própria de cognição, que nada mais é do que a função da inteligência ao adquirir um conhecimento;

► Dica 2: Fale em voz alta

Essa dica parece estranha para você? Pois saiba que falar em voz alta está entre as técnicas de memorização mais eficientes. Faça um teste: você consegue lembrar-se mais e melhor daquilo que foi dito ou daquilo que não foi dito? Do que foi verbalizado ou daquilo que ficou apenas no plano das ideias? A maioria das pessoas memoriza melhor quando fala, por isso, à medida que a leitura avançar, faça pausas e repita em voz alta aquilo que já foi lido. No começo você vai estranhar, mas depois esse certamente se tornará um hábito que facilitará seus estudos;

► Dica 3: Discuta com o livro

A leitura deve ser uma atividade ativa, e não passiva. Isso significa que você deve interagir com aquilo que está lendo, e não apenas aceitar e abrir mão de problematizar as informações. Quando você questiona, você está transformando informação em conhecimento, deixando de ser um receptáculo de ideias alheias para transformar-se em sujeito de seu aprendizado. Para que você alcance essa habilidade, marque as partes do livro que não ficaram muito claras e que possam ser motivo de discordância, afinal de contas, nós não precisamos concordar com tudo o que o autor escreve, não é verdade? Se você for estudante, leve esses questionamentos para a sala de aula, pois o professor(a) poderá ajudar a elucidá-los;

► Dica 4: Formule perguntas

Essa dica é uma continuação da terceira, quando propusemos que você discuta com o livro e que problematize o que está sendo lido. Para otimizar seus estudos, formule perguntas ao final de cada capítulo. Essas perguntas deverão conter aspectos que englobem vários pontos da leitura, de maneira que nada passe despercebido. Reserve alguns minutos para pensar nas possíveis respostas, pois, ao respondê-las, você estará ativando a memória e sedimentando os conceitos estudados.

► Dica 5: Grave seus resumos para escutá-los posteriormente

Essa dica está entre as mais eficientes e criativas! Quem hoje em dia não tem um gravador de voz? Essa é uma maneira de usar a tecnologia a seu favor, afinal de contas, a maioria dos aparelhos de celular disponiliza a função “gravar áudio”. Ao gravar os seus resumos (lembra-se da nossa primeira dica?), você poderá acessá-los depois de concluir a leitura. Essa é uma maneira rápida de memorizar o conteúdo sem perder muito tempo e deve ser um complemento da atividade de escrita. Lembre-se: gravar é importante, mas escrever é fundamental! Está cientificamente comprovado que a memória e a criatividade têm uma relação direta com o movimento da escrita.

Artigos Relacionados